quinta-feira, 31 de maio de 2012

Formação de Professores de Catu e as Leis 10.639/03 e 11.645/08

Dia 12 de junho de 2012, das 13h00 às 17h00, a secretaria municipal de Catu, no estado da Bahia, fará a entrega dos certificados aos professores(as) que participaram da “Formação Continuada para Professores do Ensino Fundamental em História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena”. O primeiro ciclo desta formação se estendeu de outubro de 2011 a junho de 2012, cujo objetivo vertebral é a implementação das leis 10.639/03 e 11.645/08, e sua carga horária foi de 80 horas.


Tive a honra e alegria de ministrar as aulas do módulo i - história(s) e cultura(s) dos povos indígenas no brasil. confiram algumas fotos dos três primeiros dias. Numa outra postagem, divulgarei aqui as fotos do quarto e último dia de formação deste módulo e mais as fotos da entrega dos certificados, momento em que os(as) cursistas apresentarão uma performance teatral e farão a exposição de produtos elaborados nas oficinas e atividades.

Fotos dos três primeiros dias:





Fotos do último dia (interação, incluisve com bolo, refrigerante e "Parabéns à Você, para a aniversariante do dia, debate, oficinas e exposiçaõ de produtos).




Obs.: Pós dia 12/06 postaremos as fotos da Certificação.

##########################################################################################

Formação Continuada de Professores em História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena
 
História e Cultura Afro-Brasileira
1. Temas:
- Contextualização das Leis 10.639/03 e 11645/08
- Conceitos Básicos: Raça, Racismo, Preconceito, Discriminação, Ética, Etnocentrismo, Cultura, Identidade e Ancestralidade.
- A cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional.
- Diáspora Negra.

Carga horária: 24h.
Formadores: Silene Arcanja Franco & Dirceu do Socorro Pereira

2. Temas:
- África berço da humanidade e da Civilização
- A presença árabe e o comércio transaariano
- Algumas civilizações africanas, um panorama.
- Os modos de vida africano.
- A escravidão e o tráfico transatlântico.
- África na Escola.
- A Lei 10.639/03 e o estudo das Africanidades.
- O Brasil começa na Bahia. A Bahia como centro administrativo, econômico, social e político no Brasil.
- O tráfico de escravizados na Bahia.
- Resistência negra durante o período escravista no Brasil: negociações, fugas e formação de quilombos.
- Resistência Religiosa e as Irmandades negras.
- A participação das populações negras nas Revoltas dos Búzios, dos Malês e nas lutas pela Independência da Bahia.
- As Organizações Negras nos anos 1930 e 1940.
- O Movimento Negro Contemporâneo

Carga horária: 24h.
Formador: Antonio Cosme Lima da Silva

História e Cultura Indígena
3. Temas:
- Lei 11.645/08 e os Povos Indígenas: reflexões, desafios e perspectivas.
- Hipóteses da chegada dos indígenas à America.
- Povos indígenas – quem são e sua diversidade.
- As sociedades indígenas na Bahia – passado e presente.
- A história que é feita de mitos.
- A geografia e as práticas com a terra.
- A história que é feita de acontecimentos de cada nação.
- Marcos legais: Constituição de 1988, LDB/96, Lei 11.645/08, PCNs, RCNE/Indígena
- Línguas indígenas – diversidade.
- Língua Tupi – aquela a ser estudada.
- Toponímia no Brasil, na Bahia e em Catu.
- A ludicidade, a música, a dança, as plumárias, artesanato e pintura dos povos indígenas.

Carga horária: 32h.
Formador: Ademario Souza Ribeiro

Carga horária total: 80h.



15 comentários:

  1. Prof. Antônio Paulo dos Santos escreveu:
    "Parabéns pelo blog. Gostei muito das notícias sobre Catu. Continuarei lendo as outras reportagens.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada mestre! Você como sempre "enchendo a nossa bola". O texto ficou ótimo. Agora é aguardar o sucesso da nossa certificação. Inté.

    ResponderExcluir
  3. Vete, querida colega, antropofagia a parte - nos retroalimentamos sim. Cada vez que nos encontramos aprendemos mais uns com os outros. "Quando mais ensina mais aprende quem ensinou", "Mestre não aquele que ensina, mas aquele que de repente aprende"...

    Awiri para você!

    Awere!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. A estimada Antônia Maria me escreveu pelo gmail:

    Caríssimo Ademario,

    Como sempre a sua contribuição para a formação de profissionais da educação tem sido valiosa.

    Abraços,
    Antonia Maria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antônia, é muito estimulante a sua passagem por qui. Querida amiga, ter a sua acolhida é "Um mabraço dado de bom coração é mesmo que uma benção, uma benção, uma benção". Lembra desse verso cantado?

      Beijos

      Excluir
  6. Prezado Ademário!

    É com muita satisfação que confirmo a sua contribuição para o crescimento cognitivo de profissionais da educação dentre outros.

    parabéns pelos trabalhos

    cordial abraço

    Do amigo David Oliveira

    ResponderExcluir
  7. Prezado Ademário!


    Parabéns pela dedicação a educação e o compromisso com seu trabalho.


    Um forte abraço do amigo,

    David Oliveira.

    ResponderExcluir
  8. Professor, parabéns pelo seu maravilhoso trabalho em catu.
    Eu mim sinto bastante feliz e honrada por participar dessa formação.E muito feliz mais ,por te-lo com mestre.
    Obrigado por tudo .
    bjus.
    Joelma dos santos

    ResponderExcluir
  9. Queridíssimos colegas, David e Joelma, como fico contente em tê-los nessa caminhada. O carinho de vocês é como o azeite que abastece a lamparina que acesa alumia o nosso caminho.

    Fiquem com Deus!!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Professor o blog está excelente, o texto, as fotos e tudo mais... você é mesmo um mestre no que faz!!! beijos e até a certificação!

    ResponderExcluir
  11. Dirce de Cássia Oliveira15 de junho de 2012 21:58

    Olá querido mestre!
    Obrigada por fazer de nós, professores(as) de Catu, pessoas conhecedoras de parte das sociedades indígenas e suas culturas. Sáiba que não só para mim, mas, para todos, esse curso foi de grande importância, para que a partir de valiosas informações transmitidas por ti, possamos implantar não só nas nossas classes, mais tabém em nossa sociedade, a enorme comtribuição desse povo (indígena) para a nossa formação como cidadão brasileiro, descententes de personagens fundamentais, que muito comtribuíram para a nossa história de um povo misto,de um povo feliz!
    Taujé mojar cecê!

    ResponderExcluir
  12. Ôi, querida colega, Dirce!

    Você é uma pessoa linda e nos faz muito felizes. Seu compromisso com a Educação, com o Ser Humano é cativante. Quisera continuar aprendendo com você. Ainda bem tudo não acabou pós certificação. Nossa amizade valerá para outras jornadas!

    Muito grato por seu acolhimento, viu?

    Beojos!

    ResponderExcluir
  13. Olá Ademário estou com saudade das nossas conversas, espero que logo possamos nos ver.
    Beijos
    Rosenita

    ResponderExcluir
  14. Ôi, Rosenita, que boa a sua presença por aqui! Vamos retomar, sim, as nossas interações! Dia 21 esatarei chegando a querida cidade de Catu. Me manda teus contatos pelo e-mail. Vamos nos reencontrar!

    Beijos!

    ResponderExcluir