domingo, 17 de novembro de 2013

A cidade de Tucano (BA) acolhe o VIII Fórum de Cultura da Bahia



De 15 a 17 de novembro, o município de Tucano - Território do Sisal, Estado da Bahia -, sediará o VIII Fórum de Cultura da Bahia. A convite do Secretário de Cultura do município de Simões Filho – Território Metropolitano, professor Jorge Salles, em cuja secretaria atuo como coordenador de Cultura. Nessa oportunidade, acompanhávamos também, alguns artistas da Companhia Theatral Lapidarte, que iriam desenvolver algumas ações no aludido fórum.
Em virtudes de eventos e ações na cidade de Simões Filho nos dias 16 e 17, eu e o secretário só podemos participar do fórum no dia da abertura (15). Entre as várias pessoas e artistas que fui reencontrando e outros conhecendo:

                                                                            Sônia Bastos que muita atenciosa nos acolheu com sua simpatia e carinho. O ator e diretor teatral, Fernando do Recife. O poeta e cantador, Carlos Silva. A Neia Lopes do Nego Fugido e do Styllo Corpo Ballet. Laecio Silva e Antônio Barbosa da Cia Lapidarte. O escritor e cordelista Olliver Brasil. Zé da Viola e Jeanne que fizeram uma apresentação muita linda, inclusive, ao cantarem “Canudos, 1897” de Carlos Pita e ao que me lembram a também bela interpretação de Roze, a querida amiga, arquiteta e cantadora nascida em Tucano e que me falava de sua origem Kiriri por parte de sua avó.

 Estar em Tucano fez-me lembrar do Festival das Primeiras Águas e das Cantorias de São Gabriel, Dércio Marques, Gereba, João Bá, Vicente Barreto, Fábio Paes, Fernando Peltier, Raimundo de Monte Santo, Bule-Bule, Xangai, Elomar, Pe. Enoque Oliveira, Banda de Pífanos do Bendegó, Wilson Aragão, Pereira da Viola, Chico César, Lenine, Zé Ramalho, Tom Zé, Alceu Valença, Euclides da Cunha, João Guimarães Rosa, Graciliano Ramos, Josué de Castro, Luiz Gonzaga, Lampião, Maria Bonita, Dadá e Corisco... da seca, das chuvas... da macambira e do xiquexique... e dos índios?!

Embora o Brasil sobreviva a um momento dos mais anti-indígenas de sua história nesse VIII Fórum – não sie se nos outros – a presença dos nossos parentes indígenas do povo Kaimbé. Mesmo sem as presenças de suas principais lideranças – tais como, Cacique Juvenal e Cacique Fábio – os jovens Kaimbé fizeram um marcante toré – estando entre esses – Van Pereira Kaimbé, Davir Narciso Kaimbé e Pedro Costa Kaimbé...

Um momento celebrativo. Davir Narciso Kaimbé e Pedro Costa Kaimbé ladeiam a ekede Lélia Maria dos Santos do Grupo Relíquias Africanas enquanto ela cantou uma canção que emocionou a tod@s.

 

Durante a composição da mesa de abertura ouvimos a todos. Causou-me uma impressão muito forte a fala do historiador e cineasta Rubens Rocha. Ele fez referência aos seus dois curtas-metragens, seis livros e suas tentativas de resgatar, valorizar e dinamizar a cultura, história e memória tucanense e da região

.O Rubens, gentilmente, vai me enviar exemplares dos seus dois curtas. Em Kiriris - O Povo Calado, pelo que pesquisei antes de assisti-lo, foi produzido na região de Mirandela em 1988 e sua sinopse: "(...) o clima tenso em que vivem os índios Kiriri, no Distrito de Mirandela, no Município de Ribeira do Pombal na Bahia. Depois que eles retomaram a Fazenda Picos, dentro de sua reserva, em novembro de 1982, expulsando seus proprietários”.Argumento/roteiro e direção: Rubens Rocha. Fotografia e direção de fotografia: Vito Diniz. Som e direção de som: Timo Andrade. Montagem: Tuna Espinheira. Música (Genérico): Zambuba; Toré dos índios Kiriri.

Abaixo, a letra da música interpretada magistralmente pela Jeanne e tocada pelo Zé da Viola, cuja dupla realizou uns inusitados arranjos que tenho certeza o Carlos Pita e a Roze muito se agradariam:

 

Canudos, 1897

(Letra e música: Carlos Pita)

 

O sangue virou água

E se fez Cocorobó

A morte virou corisco

E cortou o coração

A justiça virou fogo

E corre atrás dos coronéis

Valei-me meu Conselheiro

Pela desgraça do vintém

Que a terra é de todos

A terra é de ninguém

  PROGRAMAÇÃO VIII FÓRUM

 Dia 14/11/2013 (sexta-feira)
 22h – chegada das delegações
Início do credenciamento – Colégio Zélia de Brito 
 Dia 15/11/2013 (sexta-feira)
 07h às 09h – café da manha - Colégio Zélia de Brito
 07h30  - credenciamento - Colégio Zélia de Brito
 09h – visita ao Jorro / intervenções culturais – Saída Colégio Zélia de Brito
Pavão Dourado (samba e cantiga de roda) – Serrinha sociedade recreativa e cultural filarmónica – serrinha grupo de pífano – Araci
quadrilha rancheira de    deixaí – Cansanção grupo de dança de nana – Tucano
 12h às 14h – Almoço - Colégio Zélia de Brito
 14h – SOLENIDADE DE ABERTURA – Ginásio de Esportes J. Cerqueira de Santana
Mestre de cerimônia – Adriana Silva
HINO NACIONAL
Apresentação do coral infantil Canudos / Chico da Viola
Hino da Independência da Bahia

Mesa de  abertura 

Prefeito Igor Nunes; Codes; Consisal, representante da secult/BA; Rubens Rocha; Roquinho de Santa Luz; Viviane Araújo;
Apresentação do Fórum de Cultura da Bahia -por Cristina Gonçalves
Apresentação de vídeo homenagem a Canudos – por Darlon Silva – homenagem ao território anterior (Sertão do São Francisco) por Rita Pinheiro/Geanne de Oliveira
Apresentação da Companhia Expressão com Arte-Tucano o último toré (coreógrafo: Augusto de Souza / música: Torê no Brejo (Allis Deivison)

 15h30 – MESA 01 “CULTURA E EMANCIPAÇÃO SOCIAL”

Mediadora-Sônia bastos-
1.Adelson Fonseca – Rio Real – adimcba
2. Sandro Magalhães – sudecult/ba
3. Jonas Terra – Tucano
4. Antônio Ilton – Tucano
5. Valquíria Lima – IFBA
6. Jorge do Portal – Biritinga
7. Carlos Neves – Conceição do Coité
8. Marcelo César – Tucano
 16h30

DEBATE

17h30 – Intervenção Cultural

Com Orquestra Sinfónica de Santo Antônio (Conceição de Coité) 
Desfile de Economia Solidária. Com Altamira Miranda e Sônia Bastos (Acompanhado pelo Grupo de Pífano/Caixa de Gaita Sabiá – Comunidade de Cana Brava – (Tucano)
Filarmónica 21 de março (Tucano)
18h30 às 20h30 – Jantar – Colégio Zélia de Brito         
20h30 às 22h30 – Apresentação Cultural: Antônio Ilton – Praça da Matriz – Sede
Com os Indígenas: Kiriris, Pankararús, Caimbés e Pataxós – Ritual do Toré
Samba de roda – Araci Sisma Costa – Mutuípe
Lançamento do Projeto “Óieu!” – Cinema na Praça, com Mostra Fotográfica: “O Belo em Tucano!”
- Exibição 1ª edição Projeto “Bora?”,  Festa de Senhora Santana
-Exibição filme “Kiriris, um Povo calado”, de Rubens Rocha
Dia 16/11/2013 (Sábado)
 07h às 09h – Café da Manhã – Colégio Zélia de Brito
09h – Alvoroço Cultural – Caminhada do Colégio Zélia até o Ginásio de Esportes
09h30- Mesa dos Mestres dos Saberes – Ginásio de Esportes J. Cerqueira de Santana Tema: Audiência Pública para discutir a criação do Dia Nacional do Samba de Roda

 Mediador -Darlon Silva

1- Marizete – Vivências Samba de Roda – Valente
2- Nossas Raízes (samba de roda e cantoria) – Serrinha
3- Associação dos Sambadores e Sambadeiras da Bahia – Santo Amaro
4- Reisado- Sr. Barreira – Tucano
5- Parlamentares Presentes

 11h30-Debate

12h às 14h – Almoço – Colégio Zélia de Brito
13h30- Intervenção Cultural com o Núcleo Capitu de Ensino Pesquisa e Extensão em Género, Sexualidade e Diversidades -UFRB – Escola Rackel Gonçalves Transitoriedade do Desejo – Camila Carmo e Camila Oliveira

14H – RODAS DE CONVERSAS – Escola Rackel Gonçalves

1-Luciana Mandelli – Tema: Políticas Públicas e Participação Popular
2-Rita Pinheiro – Tema: Brincadeira Tem Hora (local: Auditório do Colégio Zélia de Brito)
3-Luis Bandeira- Tema: Teatro da População Negra e Marginalizada
4-Rose Costa -Tema: Lit .Marginal: possibilidades de intervenção social através do hip hop
5-Augusto de Souza – Tema: Ética e Cultura como instrumento para a formação do cidadão
6-Mestre Di – Roda de capoeira infantil (Local: pátio da escola Rackel Gonçalves)
7-Valquíria Lima – Tema: O Artesanato como Economia Criativa e Solidária
8-Wellington Batista – Tema: Corpo, Capoeira e Educação
9-Lilian Pacheco e Marcio Cayres – Tema: Vivências da Pedaeneia Griô.
10-Cecilia Petrina e Zé Silva: Política Territorial de Cultura
11-Gilson Costa – Consórcios de Cultura
12-Marcelo César – Legislação cultural 16h30 – Encerramento das Rodas 16h30 – Intervenção Cultural 
Com Grupo Cultural Boi Samba Burrinha – Biritinga/Grupo de Pífano Sabiá – Cana Brava







17h- Culminância das rodas

19h às 21h – Jantar – Colégio Zélia de Brito
21h às 00h Virada Cultural- Escola Rackel Gonçalves dos Santos

 Apresentação Aliãe Fredson

(Apresentação de cantores, bandas, associadas a intervenções poéticas e recitais do Território ou visitantes). Nomes como: Quixanaiya, Fábio Mendes; Carlos Silva; DJ Marcelo Paulista; Zé do Cavaquinho; Waldemar; Jonas Terra; Douglas de Almeida, Juliana Ribeiro e muito mais.
 Dia 17/11/2013 (Domingo)
 07h às 09h – Café da Manhã – Colégio Zélia de Brito
 09h – Intervenção Cultural – Ginásio de Esportes J. Cerqueira de Santana Com o Grupo Circuito de Teatro e Dança do Recôncavo
 10h – Mesa 02 -Análise da V Conferência Estatual de Cultura e Perspectivas para a III Conferência Nacional
Mediador -Freitas
1 – Albino Rubim – Secretário estadual de Cultura
2-Fabio Medes – Vale do Jiquiriçá
3-Delgado /as presentes
4-Conselheiros /as presente
 10h50-Debate
11h – Aprovação da carta de Tucano a Conferência Nacional de Cultura e Escolha do local e data do IX Encontro
Encaminhamento do Fórum de Cultura e Avaliação do Encontro
12h – Cortejo de encerramento
(Caminhada do Ginásio de Esportes a caminho do Colégio Zélia de Brito)
13h às 15h – ALMOÇO DE DESPEDIDA – Colégio Zélia de Brito
 SAÍDA: 15h30

3 comentários: